5 de jun de 2015

Capítulo 19

Cheguei numa sala cheia de capangas, e vi Guido Corleonni. O olhei com raiva, e depois vi a Vanessa sentada numa cadeira, amarrada e amordaçada. Seus olhos estavam cheios de água, e ela estava apavorada.
Zac: Nessa... - falei ao vê-la
Guido: Amarrem-o também. - tentei me soltar, mas o fizeram
Zac: Por que você veio sozinha? - perguntei, a olhando - Por que fez isso?
Guido: Bom te ver novamente também, Zachary. - ele tirou a mordaça da Vanessa
Vanessa: O que você está fazendo aqui? - me olhou
Zac: Salvando sua vida. Em poucas palavras. - sorri sem humor
Guido: Oh, calem a boca.  - se aproximou - Estão me comovendo.
Vanessa: Idiota. - o olhou, com lágrimas de raiva - Você vai pagar por isso.
Guido: Morena, seja educada com um homem armado. - falou passando a coronha da arma em seu rosto - É uma questão de bom senso.
Zac: Não ouse tocar nela. - falei tentando me soltar
Guido: Ah... - falou, caminhando - Então é isso, não é? Seu ponto fraco. A morena atraente da CIA. - ele riu, e eu e a Vanessa: ficamos quietos -
Zac: Deixe-a ir. Eu te prendi, sua vingança é comigo.
Guido: Que romântico. - ele sorriu -  Bem, eu tenho algumas notícias, amigo. - se aproximou - Eu vou te matar. Mas antes, vou foder com ela. Vou transar
gostoso. E você vai assistir tudo. Depois, vou te dar um tiro na cabeça, e você vai morrer imaginando se eu vou comer ela novamente ou se vou matá-la também. Joe, ainda é ilegal fazer autópsia em uma pessoa viva? - falou perguntando a um dos capangas, e ele riu
Zac: Guido, nós podemos conversar. - falei tentando distraí-lo, enquanto soltava minhas mãos lentamente - Tudo bem, eu admito que já fiz um monte de coisas com você que eu não me orgulho de... espere, não é verdade, eu tenho orgulho da maioria das coisas que fiz com você. - falei, e ele
me deu um soco - Ai. - apertei os olhos, tentando ficar são
Guido: Eu deveria fazer você se ajoelhar na minha frente e pedir desculpas por suas piadinhas.
Zac: Me desculpe. Só me ajoelho perante Deus e não estou vendo ele aqui.
Então me levantei, e surpreendentemente, a Vanessa também estava solta.
Atiramos nos capangas enquanto ele corria, mas a Vanessa atirou nele, e ele caiu no chão. Depois de me livrar de uma outra luta corporal, fomos até ele.
Zac: No coração, Vanessa. Você tem que atirar no coração. - peguei minha arma, e atirei duas vezes nele. Ele agonizou um pouco, e enfim deu o ultimo suspiro
Vanessa: Claro. - guardou sua arma - Com você é sempre no coração, não é? - falou saindo
Zac: O que? Do que você está falando?
Vanessa: Essa missão acabou pra nós dois. Vou pegar Silvio Belucci sozinha.
Zac: Não, não vai. Não vou deixar você ir.
Vanessa: Não preciso de sua permissão. Nem de sua proteção. - a puxei
Zac: Por que você está assim?
Vanessa: Só quero acabar logo com isso.
Zac: Você não vai sozinha.  - a puxei novamente - Você é minha parceira, e não importa o que diga, eu vou tentar salvar você. - enfim a soltei, e ela saiu sem falar nada
Zac: Sério? Você não vai me dizer o que houve? - falei praticamente correndo atrás dela - Eu peguei um voo de quatro horas por você e você fica desse jeito?
Vanessa: Quanto menos conversarmos, melhor. - falou se escondendo atrás de um contêiner
Zac: Vanessa! - gritei - O que aconteceu pra você ficar desse jeito?
Vanessa: Nada. - ela finalmente me olhou - Só você sendo... você mesmo.
Zac: O que?
Vanessa: Não estou reclamando, não estou cobrando, não estou fazendo nada. Afinal, este é você, o "arrombador emocional". - falou, parecendo magoada - Vamos apenas pegar Silvio Belucci e acabar com essa história de uma vez.
Zac: Você quer se vingar dele? - perguntei - Por ele ter matado seu pai. - ela me olhou sem palavras
Sim,eu sabia de toda a verdade. Ela havia mentido pra mim sobre seu pai "ser um cretino e não dar a mínima para ela". Claramente, ela não confiava em mim nem em ninguém para contar que seu pai, assim como ela, era um agente da CIA, e havia morrido numa missão com ela. Na missão em que ela prendeu Silvio Belucci.
Vanessa: Você não sabe nada sobre o meu pai. - me olhou, trêmula - Nada.
Zac: Sei que ele era um agente, assim como nós. E que morreu numa missão com você. E que você mentiu pra mim, aquele dia na praia.
Vanessa: Me deixe em paz, Zachary. - se aproximou, com raiva - Eu vou até o fim disso e você não pode me impedir.
Zac: A vingança não vale nada se a gente morre, Vanessa. - ela não me deu ouvidos - Ouça, eu não consigo imaginar a dor que você sentiu ao vê-lo sendo morto por Silvio Belucci. Mas você está colocando seus sentimentos acima da razão e isso não pode acabar bem.
Vanessa: SIM, ZACHARY! - ela gritou, com lágrimas nos olhos - ESSA SOU EU, É ISTO QUE
EU FAÇO. EU COLOCO O SENTIMENTO NA FRENTE DAS COISAS E SEMPRE ME DOU
MAL.
Zac: Nessa, por favor... - pedi - Me diga o que aconteceu.
Vanessa: Não me siga. - ela me ignorou, e saiu andando enquanto enxugava umas lágrimas rancorosamente
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
Ainda bem que eles conseguiram se safar dessa!!!
Mas as coisas entre eles estão pegando hein?!
Será que o Zac vai deixar a Vanessa seguir sozinha??
Espero que não!! Pq por mais que a Vanessa não admita ela precisa
dele!!
Comentem ai....
Beijos e até qualquer momento!!

3 comentários:

  1. Ainda bem que se safaram
    Espero que ela conte o que aconteceu para ele

    ResponderExcluir
  2. AI n ,tomara que ela tenha entendido errado,ela foi muito precipitada ,e coitada ,tomara que o Zac impeça ela de fazer besteira e que eles se acertem logo!Posta mais,bjs bjs

    ResponderExcluir
  3. Aiii meu core ♡♡♡
    Não quero Zanessa separados :(
    O capítulo tá mtooo emocionante
    Posta mais e logo, kisses

    ResponderExcluir