8 de jun de 2015

Capítulo 22

Vanessa: Então você e a Audrey...
Zac: Não! A Audrey é passado, Nessa.
Vanessa: Ai, meu Deus, que vergonha! Eu fiquei com tanto ciumes quando achei que você e ela tinham transado e não parei pra analisar os fatos, eu, eu sinto muito... - começou a tagarelar
Zac: Você ficou com ciumes? - sorri
Vanessa: De tudo que falei, isso foi tudo que você ouviu?
Zac: Sim. - me aproximei dela e tentei beijá-la -
Vanessa: Não, espera... - falou, confusa
Zac: O que foi? Não estamos resolvidos?
Vanessa: Nós ainda não podemos ficar juntos.
Zac: Por que? - perguntei, surpreso negativamente
Vanessa: Porque somos muito diferentes, Zachary!
Zac: Vanessa, eu estou apaixonado por você!
Vanessa: Não era pra você ter se apaixonado por mim! - falou entre lágrimas
Zac: Não era pra você ter sorrido. - ela ficou em silencio
Vanessa: Sinto muito. - enxugou as lágrimas que caiam incansavelmente - Não posso nem se quer sonhar em te ter, porque comigo você só poderia sofrer, porque sou complicada demais pra ser compreendida. Por isso, vou embora da sua vida. Essa é a maior prova de amor que posso te dar.
Zac: Não vou deixar você ir, Vanessa! Você não me ouviu? Eu te amo! Eu nunca conheci ninguém que me achasse bom o bastante, até que encontrei você. E você me fez acreditar nisso também. Então, infelizmente, preciso de você e você precisa de mim.
Vanessa: Não preciso não. - falou chorosa
Zac: Precisa, sim.
Vanessa: Não preciso.
Zac: Todo mundo precisa. - toquei a mão dela
Vanessa: Você não entende, eu... - fungou - Isso é impossível. Sou cheia de falhas, não sei me relacionar com ninguém por mais de um mês! Eu sei ser fria como ninguém, mas na hora de sentir me atrapalho toda! ‘Eis a garota que não sabe amar’, todos diziam.
Zac: Quem é que sabe amar sem ao menos tropeçar no próprio coração? - ela me olhou - Eu
te garanto que teremos dificuldades, eu te garanto que um dia um de nós, ou os dois vai querer pular fora, mas eu te garanto que se eu não te pedir pra ser minha, eu vou me arrepender pelo resto da minha vida. - ela me olhou, ainda meio confusa - Colabora, pô. Tá tão fácil me ganhar. - ela sorriu
Então ela me olhou nos olhos, e eu a tomei nos braços, beijando-a pela primeira vez como "minha".

-Com Vanessa-

Saímos do bistrô, e de lá fomos para o apartamento dele. Entramos em um prédio de luxo no centro de Manhattan, e seu apartamento era tão luxuoso quanto.
Vanessa: Belo apartamento. - sorri, me sentando no sofá
Zac: Obrigado. - ele sorriu, indo até a cozinha
A verdade era que nós dois estávamos sem graça. E com vergonha, de termos admitido em voz alta os sentimentos que tínhamos um pelo outro. Logo nós, que nos recusávamos a aceitar qualquer tipo de relacionamento duradouro. Lá estávamos, no apartamento dele, finalmente como um casal, e
eu não sabia o que dizer.
Vanessa: Nunca imaginei que nós dois chegaríamos a tanto. - cruzei as pernas, pegando uma taça de vinho tinto na mão dele -
Zac: Meu coração é um partidão. - ele me deu um selinho e se sentou ao meu lado
Vanessa: Você não acha que estamos cometendo um erro? - ele me olhou, desacreditado - Quero dizer... Não quero terminar te odiando no final das contas. Nem quero que você me odeie.
Zac: Eu nunca te odiaria, flor. - tirou uma mecha de cabelo do meu rosto
Vanessa: E se a gente tentasse ser amigos? - perguntei animada
Zac: Amigos eu tenho muitos. - tirou a taça de minha mão - Você eu quero na minha cama.
Então ele me beijou e me carregou. Me levou no colo até seu quarto, e deitamos juntos de uma forma delicada na cama. Então começamos a fazer o que sabíamos de melhor, mas de uma forma diferente. Todas as nossas transas anteriores haviam sido casuais e despretensiosas. Essa tinha sido... romântica. De certa forma, eu queria poder explicar o que sentia quando estava com ele, mas não conseguia. Sem parar de me beijar, ele brincava com meus cabelos enquanto a outra mão passeava livremente pelo meu corpo. Ele abriu o zíper do meu vestido com facilidade, e eu o ajudei a tirar a camisa. Ele estava deitado por cima de mim, e apoiava seu próprio peso nos braços. Então ele parou de me beijar, e me olhou por um segundo.
Vanessa: O que foi? - perguntei sem entender
Zac: Você é tão linda... - sorriu, brincando com os dedos em minhas bochechas

-Com Zac-

O jeito que os cabelos dela encobriam seu rosto parcialmente me davam uma visão privilegiada de quanta beleza aquela mulher desfrutava. Ela parecia ganhadora de uma loteria genética. Eu estava simplesmente encantado. Tinha vontade de ter aquela visão, dela, deitada em minha cama, pra sempre. Minhas mãos trilhavam um caminho já antes percorrido em seu corpo, e cada toque dela me dava uma sensação inexplicável. Imagino que isso seja o que chamam de "amor". Algo assim. Porque tudo que vivi e senti antes me parecia agora bobagem, brincadeira.
♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
Só tenho uma coisa a dizer: ALELUIAAAA!!
É tão bom ver eles dois juntinhos de novo neh!?
Comentem ai...
Rafa eu não vou menti eu li seu comentário ontem
mas logo quando acabei de ler a moça chamou a Ashley pra apresentar
a performance da Vanessa... E depois acabei esquecendo.. hahahaha :D
Desculpe!!
Beijos e até qualquer hora!!
OBS: Vou deixar no canto superior direito do site
um link pra quem quiser ver todas as fotos e vídeos da participação
da Vanessa no Tony Awards!!

4 comentários:

  1. Adorei o capítulo
    e digo o mesmo: Finalmente!!!
    Louca para o próximo capítulo...

    ResponderExcluir
  2. Nem acredito que finalmente eles se acertaram <3!! Bjss posta maisss

    ResponderExcluir
  3. Até que fim ,esses lindos.Posta mais bjs bjs!

    ResponderExcluir
  4. aiii que lindoooo ♥♥♥
    super apaixonada por esse capítulo
    posta mais amore,kisses

    ResponderExcluir