12 de jun de 2015

Capítulo 26 (Último Capítulo)

-Com Vanessa-

No outro dia, recebi uma mensagem no celular do Zachary, pedindo pra eu encontrá-lo num restaurante moderno no centro da cidade chamado Dixies. Hesitei por um momento, mas talvez ele estivesse tentando fazer as pazes. Me arrumei, vestindo minhas roupas habituais. Apesar dele já ter deixado bem claro na noite anterior que não gostava que eu mostrasse demais, vesti um de meus vestidos colados e decotados. Peguei minha clutch dourada e, quando cheguei no local, ele já me esperava, sentado numa mesa.
Zac: Oi.. - se levantou, me deu um selinho e puxou a cadeira para que eu me sentasse
Vanessa: Oi.
Zac: Você está linda.
Vanessa: Mesmo? - alfinetei
Zac: Mesmo. - ele sorriu sem graça - Me desculpe por ontem a noite. Fui um idiota
Vanessa: Tudo bem. - sorri, tocando a mão dele
A noite correu tranquilamente. Eu mal me lembrava que havíamos brigado na noite anterior. Tomando vinho, lembrei-me porque tinha me apaixonado por ele durante as conversas. Até que me levantei para ir ao banheiro e, enquanto caminhava, um homem me devorou com o olhar. Ele não tinha feito questão alguma de ser discreto, e o que me deixou sem graça. O Zachary percebeu, claro, e veio até mim.
Zac: Viu??? - perguntou meio irritado, me puxando pelo braço
Vanessa: Não comece, por favor. - pedi sussurrando - Não aqui.
Zac: Quer saber? - falou num tom alto
Vanessa: O que? - perguntei elevando meu tom também
Zac: Da próxima vez que eu te ver, não use esse vestido novamente. É muito revelador!
Vanessa: Pensei que adorasse esse vestido!
Zac: Da próxima vez, use alguma coisa que vá até os tornozelos. Ou que cubra-os.
Vanessa: Até parece! - gritei, e algumas pessoas nos observavam discutir, afinal, éramos os único em pé no restaurante
Zac: Use um vestido que cubra seus tornozelos… E use luvas longas e brancas, que vá até seus cotovelos.
Vanessa: O que? O que você está tentando fazer? Me esconder de todo mundo?
Zac:  E prenda seu cabelo e o deixe tão bonito quanto as roupas.
Vanessa: Você está ouvindo o que eu estou falando? Você é muito possessivo, não me sufoque desse jeito! Você está brincando comigo?!
Zac: É sério.
Vanessa: Você sabe que nenhum homem manda em mim.
Zac: E use um véu. - falou num tom mais carinhoso
Vanessa: O que?
Zac: Use esse anel também. - falou tirando uma caixinha de veludo do bolso, e ao abri-la, me deparei com um grande anel de diamante
Vanessa: ...
Zac: E se case comigo.
Então ele se ajoelhou ali, na frente de todo mundo, e pediu minha mão em casamento. Todos no lugar aplaudiram e ovacionaram o pedido dele, e eu fiquei sem reação. Levei as mãos a boca, surpresa, até que consegui dizer alguma coisa.
Vanessa: SIM!!!! - gritei, animada - Sim, sim, sim! Mil vezes sim! - sorri, e ele se levantou. Me tomou nos braços e me beijou apaixonadamente, colocando o anel no meu dedo logo em seguida

-Com Zac-

Dois meses depois, o grande dia finalmente chegou. Optamos por uma cerimônia intimista, apenas para os amigos mais próximos e família. Sob a escolha e o olhar minucioso e bom gosto da Nessa, o casamento aconteceu ao entardecer numa capela requisitada de Nova York. Cheguei na igreja, e estava incrivelmente ansioso. Nunca imaginara que eu pudesse me sentir assim por causa de uma mulher. Minhas mãos suavam e estavam inquietas, e eu já estava cansado de cumprimentar todos os convidados sozinho - queria ela do meu lado para isso. Enfim, depois de poucos minutos longos de espera, eu a vi adentrar a igreja. Todos se levantaram, e eu senti minhas pernas bambearem. Meu coração batia tão forte que eu tinha medo que  todos pudessem ouvi-lo. Ela estava linda. Não, era mais do que isso. Ela estava incrivelmente linda. O vestido de tecido leve com bordados em renda davam a ela um aspecto angelical, que se somavam ao penteado semi-preso e maquiagem delicada que ela usava. Enquanto ela caminhava até mim no altar, tive a impressão de que, pela primeira vez na vida,  eu estava fazendo a escolha certa.

-Com Vanessa-

Eu estava tão nervosa antes de chegar na igreja! Ao ouvir a marcha nupcial, minhas pernas bambearam. Então a imensa porta branca da igreja se abriu, e eu o vi. Ele tinha um sorriso tão sereno no rosto. Parecia nervoso e aliviado por me ver ali, caminhando até ele. Mas, pela primeira vez, ele estava sorrindo de verdade. Não aquele sorriso galanteador, que ele usava sempre quando estávamos nos momentos íntimos ou quando ele queria conquistar as mulheres em sua época de solteiro. Um sorriso sincero, que dizia "Sim, eu quero viver com você pra sempre."
Cheguei finalmente ao altar, e depois de cumprimentar o Charlie, ele tocou minha mão. Sorri para ele da forma mais terna possível, e nos viramos para o padre celebrar a missa. Após alguns sermões, era a hora de fazermos nossos votos.
Zac: Nessa... - ficamos de frente um para o outro - Eu prometo que nunca mais vou reclamar de seus vestidos curtos. - todos riram - Prometo que não te chamarei mais de tagarela... Você se tornou uma parte de mim e eu não saberia viver sem te ter ao meu lado. Eu espero que a cada toque meu, a cada beijo que compartilharmos você sinta o quanto eu te amo. Te amei quando você sorriu, te amei quando você me mostrou como viver melhor, te amei no primeiro olhar.
Vanessa: Eu prometo que nunca mais vou te chamar de orgulhoso e prepotente, embora você seja as vezes. - ele fez uma careta e eu sorri - Prometo que não vou ficar brava com você por tudo quando só estiver brava por uma coisa. Quando eu te conheci tive a certeza de que tinha que ir atrás daquilo que eu queria. Deixei meus medos só para estar com você. Ultrapassei obstáculos, cidades e países, mas meu amor só aumentou, cada dia mais e cada dia de uma forma diferente. Com esta mão espantarei as suas tristezas, sua taça nunca estará vazia pois eu serei o seu vinho. Com esta vela iluminarei seu caminho. E com esta aliança peço a você que seja meu.
Zac: Eu prometo amá-la seriamente, em todas suas formas. - me olhou, sério - Agora e para sempre. Prometo que nunca vou esquecer que esse é um amor para toda a vida. E sempre sabendo na parte mais profunda da minha alma, que não importa que desafios venham a nos separar, sempre encontraremos um caminho de volta para o outro. Prometo defender o nosso amor e estimá-lo acima de qualquer coisa. Prometo ser compreensivo, tolerante e paciente. Prometo cuidar de cada uma das suas necessidades. Prometo respeitá-la e amá-la completamente. Não importam quais obstáculos enfrentemos, o meu amor por você se manterá intacto, forte e perfeito. Enfrentamos tantas coisas juntos, que não existem maneiras de um dia chegarmos ao fim. Nosso amor é eterno e se eternizará.
Vanessa: Me comprometo a ajudá-lo a amar a vida, a sempre abraçá-lo com ternura e ter a paciência que o amor exige. Prometo falar quando as palavras forem necessárias e compartilhar o silêncio quando não forem. Prometo discordar em concordar sobre o bolo. E viver no calor de seu coração. Prometo chamar de lar o espaço entre os teus braços e te beijar todos os dias de manhã. Prometo te fazer feliz e te querer feliz mesmo longe de mim. Prometo a você o meu amor eterno! Eu me comprometo a amá-lo seriamente, em todas suas formas. Agora e para sempre. Prometo que nunca vou esquecer que o nosso amor é um amor para toda a vida. E sempre saber na parte mais profunda da minha alma que não importa quantos desafios podem querer nos separar, sempre encontraremos o caminho de volta para o outro. Sempre teremos o nosso amor para nos refugiar, sempre teremos a paz de olhar um nos olhos do outro e saber que não precisamos de mais nada, tudo o que precisamos está naquele breve espaço do olhar.
Então, depois da permissão do padre, ele me beijou. Todos aplaudiram, emocionados, o final da cerimônia. Não ficamos para a festa, e embarcamos logo para o destino da nossa lua de mel: na Itália. Mas, desta vez, em Roma. Entramos no avião particular da CIA, presente de casamento do Charlie, e nos beijamos animados.
Zac: Dá pra acreditar? - ele sorriu, me olhando - Marido e mulher!
Vanessa: Sim! Acho que em algum lugar entre todas as nossas risadas, longas conversas, briguinhas estúpidas, e todas as nossas piadas, eu me apaixonei.
Zac: Não tenho mais coração, Nessa. Você a destruiu. O que restou de mim, o que sobrar de mim, seja lá o que for, eu sou seu!
Aeromoça: Desejam alguma coisa?
Zac: Uma cama para três, por favor. - falou olhando-a
Vanessa: Zac!
Zac: Hahaha. Tô só brincando, amor. - ele me beijou novamente
Alguns dias após voltarmos da nossa maravilhosa lua de mel em Roma voltamos a trabalhar na CIA em diversas missões juntos eramos parceiros na vida e no trabalho!!
Porque era assim que sempre deveria ter sido... Parceiros!!

FIM

♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥


É... e assim chegamos ao fim de mais uma fic!! :D
Nesse capítulo eu dei uma mexida porque pra mim tava meio vago

esses votos deles então dei uma "incrementada" :D

A sinopse da próxima fic já está disponível: Aulas de Amor
E ainda hoje se tudo der certo, posto o primeiro
capítulo pra vcs!!
Obrigada pelos comentários e até a próxima fic!!

3 comentários:

  1. Kkkk o Zac é terrível kk, vou sentir saudades, que lindo o pedido de casamento, amei bjs bjs

    ResponderExcluir
  2. Adorei esse final
    Adorei mais ainda saber que Aulas de amor foi a vencedora ;)

    ResponderExcluir
  3. Aaameeei o final ♡♡♡♡
    ficou mega perfeito amore
    parabéns por mais uma fic
    E vamos pra próxima

    ResponderExcluir